Sessão 12 – Campanha D&D4E

Publicado por

Os personagens chegam ao Monastério do Precipício e são muito bem recebidos pelo monge Allendi que os direciona aos estábulos para deixarem os cavalos e os conduz novamente para dentro do monastério onde lhes mostra os quartos e lhes oferecem um excelente jantar.

Durante a noite o movimento do monastério aumenta consideravelmente e os personagens tem a chance de interagir com diversos monges e fregueses, mas dão maior atenção a irmã Cherra com quem conversam para tentar entender o que motivou ela a ficar por seis anos no monastério sem conseguir ver Lady Saharel e ela explica que gostaria de saber o que aconteceu com um irmão que se perdeu há alguns anos.

Os personagens demonstram interesse em ajudá-la e dizem que se a encontrarem usarão uma de suas perguntas para saber o paradeiro do irmão perdido de Cherra, mas ela é cautelosa e não informa muitas informações sobre seu irmão.

Pela manhã os personagens acordam, se preparam, tomam o desjejum e saem em direção a torre quebrada, acreditando que exista uma forma de entrar na Scepter Tower pela frente, mas são advertidos por Allendi que as ruínas são perigosas e que a segurança do monastério não existe quando se põe os pés fora da construção.

Seguindo pelo caminho mais rápido, eles caminham pelas ruínas e são emboscados por alguns kobolds que embora não causem grande dano conseguem exaurir parte dos recursos do grupo. Dois deles são perseguidos, um é morto enquanto entra num túneo e outro consegue fugir. Todos os personagens adentram num túneo apertado e seguem rastejando na tentativa de entrar na Scepter Tower.

Balanço da Sessão

Dessa vez começamos a sessão às 19:30 h e jogamos até umas 22:30 e o jogo foi marcado por cenas de interpretação, pura interação dos personagens com o ambiente do Monastério do Precipício e os seus frequentadores. Entreguei para eles uma cópia traduzida da Antalogia de Kuryon, um documento enigmático com informações importantes para a aventura.

No combate percebi mais uma vez a precipitação dos jogadores em lançar seus poderes mais fortes contras as criaturas antes de medir o seu poder. Considero isso um fato ruim para o grupo, pois eles acabam ficando sem recursos muito rapidamente.

Leandro comentou, ao final da sessão, que os personagens atuam como um “bando”, eficientes sozinhos mas precisando de muitos ajustes para funcionar bem como um “grupo”.

Muitas surpresas aguardam os personagens na próxima sessão e eles vão começar a sentir na pele as conseqüências de suas escolhas.

———————————————
Sessão do dia 16 de setembro de 2009
Campanha Portal de Baldur

Narrador
Franciolli Araújo

Jogadores / Personagens
Alexsandro Dantas – Argrom Tasgraum (Dragonborn Warlord 3 de Waterdeep)
Anderson Silva – Andos Molikscarir (Dragonborn Bárbaro 3 de Águas Profundas)
Álvaro Dantas – Will (Humano Guerreiro 3 da Terra dos Vales)
Leandro Nantes – Galindann (Eladrin Warlock 2 de Águas Profundas) & Hopstar (Half-elf Invoker 3 de Waterdeep)
Hemerson Bezerril –  Armym Wood (Humano Druida 3 do Vale das Sombras)

NPCs
Allendi – monge administrador do Monastério do Precipício;
Irmã Cherra – monge supervisora da destilaria do monastério.


ANTOLOGIA 2 – REUNINDO-SE COM LADY SAHAREL

Entre as antigas e desgastadas pedras,
Abaixo do céu onde caçam os phaerimm;
Acima dos túmulos de ossos nobres,
De Netheril e tempos idos.

Estava aqui, sob a escada iluminada pela lua,
Meu futuro projetou sua imagem de outrora
Uma dama vestida em branco com cabelos negros;
Olhar fixo e penetrante que me prendeu rapidamente;

“Acautelai-vos investigador e me saúde,
Pois eu sou Lady Saharel.
Eu falo com os vivos e com os mortos
E todos os destinos são meus para contar.”

“Eu vejo o nascer do sol
Nos mares do leste além da sua visão;
Eu vejo sua luz desvanecer em nada
Nas planícies do oeste intocadas pelo homem.”

“O passado distante é meu para ser visto,
E o futuro acena sobre costa
Uma vez ondulações em outro mar
Pode levantar-se e cair novamente como ondas uma vez mais”

“Oh senhora pálida! Garanta-me a paz!
Pois aqui estou, privado de cuidados.
Deste caminho escuro eu suplico libertação;
De todo esse tormento e desespero.”

“Tão bem eu conheço as palavras que procura,”
A dama sussurrou em meu ouvido,
“Seu infortúnio não é único,
Nem terminará em agonia aqui.

“Pois a própria Verdade é minha única corrente,
Uma ligação que ninguém nunca pode quebrar.
Uma única pergunta nascida na dor
É minha para responder para a sua causa.”

“Toda verdade é minha é compreender;
Todo futuro e passado eu vejo.
Contra minha verdade ninguém pode se omitir,
“Ainda que primeiro uma tarefa eu deseje de ti…”

ANTOLOGIA 7 – OS MUROS DE SPELLGARD

Nem saqueador, nem ladrão de tumbas
Para os homens instruídos eu sou um sábio.
E ainda dentro destas salas insandecedoras
Perplexo estou com este estranho quebra-cabeças.

A garra dentro do selo prateado…
Os quadrados de alabastro…
Muitas tentativas poderão revelar
O padrã
o que preciso controlar.

E então, atraído pelo brilho do cristal
Ascendido eu terei a escada central
Além da cortina do anel tremeluzente, então
Afligido eu fui por coisas que não estão lá.

Dois pilares de alabastro se levantam
Numa vigilância silenciosa na escuridão da sala
Eu escrevo estas palavras com mãos trêmulas…
Eu sei justamente o que esses pilares marcam.

Um passo tímido me trará perto
Seis covas onde os pilares não devem fincar-se
Então a esperança remanesce, e ainda temo
Verei a perdição de Saharel.

ANTOLOGIA 12 – DA NATUREZA DO PASSADO

Ponderei por tempos as palavras da dama;
Sua visão de meu verdadeiro destino.
Meu caminho, embora torcido, está assegurado;
Minha busca e minha espera concluídas.

Coloquei cada pedra em seu lugar,
Remetendo aos dias antigos.
O brilho frio de sua face
Iluminou-me com seus raios.

Ela flutuou sobre meu trabalho empoeirado,
As runas que esculpi na pedra.
Minhas pegadas deixadas no solo
De Netheril há muito sozinha.

2 comentários

  1. Minha campanha tem como base principal para os personagens épicos,Baldur’s Gate tb,um lugar excelente para se desbravar muitas histórias e perto de locais memoráveis,apesar deles não pararem por ali por muito tempo,mas uma passada para rever os amigos sempre é feita.Essas Antalogias são ótimas!

    Curtir

  2. Baldur’s Gate é cheia de histórias fantásticas e em breve os personagens estarão de volta a esta cidade, com revelações poderosas e correndo sérios perigos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s