Descanso modificado em D&D 5E

Publicado por

Embora os personagens de D&D possam ser extremamente heroicos, eles não podem passar todas as horas do dia focados em exploração, interação social e combates. Eles precisam de tempo para dormir, comer e inspirar-se para recuperar suas magias, preparando-se para novas aventuras.

Normalmente, as grandes aventuras pressupõem uma rápida evolução dos personagens, sendo construídas como uma sucessão de encontros, nos quais, após um curto intervalo de tempo, do ponto de vista da aventura, os personagens deixam os cueiros e tornam-se adultos em pouco tempo.

Não vejo problema com essa abordagem, mas ainda prefiro um passo mais lento, na qual os personagens tornam-se heróis ao longo de alguns meses ou mesmo anos – considero isso mais lógico – em termos de tempo na campanha.

No artigo Meu Ravenloft 5ª Edição, citei as regras alternativas, presentes no Players Handbook, que usaria para narrar uma campanha com o tom que eu acredito ser mais adequado para o Ravenloft Cenário de Campanha. Algumas pessoas, contudo, sem acesso ao livro, indagaram sobre o que seria realmente essas regras, por isso farei uma comparação entre a regra apresentada no Players Handbook e a alternativa apresentada no Dungeon Master Guide.

descanso curto

As regras que, no meu entendimento, permitem um espaçamento mais longo e concede um tom menos heroico – talvez esta não seja o termo mais apropriado – refere-se a modificar a forma como os descansos são realizados.

Existem dois diferentes tempos de descanso: descanso curto e descanso prolongado.

DESCANSO CURTO

O descanso curto é um período de inatividade, de pelo menos 1 hora de duração, durante o qual o personagem não faz nada mais extenuante do que comer, beber, ler e tratar de ferimentos.

Um personagem pode gastar um ou mais Dados de Vida (DV) ao final de um descanso curto, até o número máximo de DVs do personagem, que é igual ao nível do personagem. Para cada DV gasto desta forma, o jogador joga o dado e adiciona o modificador de Constituição ao valor obtido. O personagem recupera pontos de vida (pv) iguais ao total obtido. O jogador pode decidir gastar DVs adicionais após cada jogada. O personagem recupera alguns DVs gastos após terminar um descanso prolongado.

DESCANSO PROLONGADO

Um descanso prolongado é um período de inatividade, de pelo menos 8 (oito) horas de duração, durante o qual o personagem dorme ou realiza atividades leves: ler, falar, comer ou permanecer de guarda por não mais de duas horas. Se o descanso for interrompido por um período de atividades extenuantes – pelo menos 1 hora de caminhada, lutar, conjurar magias ou atividades similares – o personagem deve iniciar o descanso novamente para ganhar os benefícios do descanso.

Ao final de um descanso prolongado, o personagem recupera todos os pontos de vida. O personagem também recupera DVs gastos, até um número igual a metade de seu total (o personagem recupera sempre, pelo menos um DV). Por exemplo, se um personagem tem oito DVs, ele ou ela pode recuperar quatro DVs ao final de um descanso longo.

Um personagem não pode se beneficiar de mais do que um descanso longo no período de 24 horas e o personagem precisa ter pelo menos 1 pv para iniciar o descanso e receber seus benefícios.

Utilizando a abordagem de forte realismo e dependência de kit de cura apresentadas no Dungeon Master Guide, o descanso curto passa a ter a seguinte redação:

Um descanso curto é um período de inatividade, de pelo menos 8 (oito) horas de duração, durante o qual o personagem dorme ou realiza atividades leves: ler, falar, comer ou permanecer de guarda por não mais de duas horas. Se o descanso for interrompido por um período de atividades extenuantes – pelo menos 1 hora de caminhada, lutar, conjurar magias ou atividades similares – o personagem deve iniciar o descanso novamente para ganhar os benefícios do descanso.

O gasto de um uso de um kit de cura, permite que o personagem possa, ao final de um descanso curto, gastar um ou mais Dados de Vida (DV), até o número máximo de DVs do personagem, que é igual ao nível do personagem. Para cada DV gasto desta forma, o jogador joga o dado e adiciona o modificador de Constituição ao valor obtido. O personagem recupera pontos de vida (pv) iguais ao total obtido. O jogador pode decidir gastar DVs adicionais após cada jogada. O personagem recupera alguns DVs gastos após terminar um descanso prolongado.

Da mesma forma, considerando as regras alternativas mencionadas anteriormente e a cura natural lenta, o descanso prolongado passa a ter a seguinte redação:

Um descanso prolongado é um período de inatividade, de pelo menos 7 (sete) dias de duração, durante o qual o personagem dorme ou realiza atividades leves: ler, falar, comer ou permanecer de guarda por não mais de duas horas. Se o descanso for interrompido por um período de atividades extenuantes – pelo menos 1 hora de caminhada, lutar, conjurar magias ou atividades similares – o personagem deve iniciar o descanso novamente para ganhar os benefícios do descanso.

Ao final de um descanso prolongado, o personagem recupera DVs gastos, até um número igual a metade de seu total (o personagem recupera sempre, pelo menos um DV). Por exemplo, se um personagem tem oito DVs, ele ou ela pode recuperar quatro DVs ao final de um descanso longo. Além disso, o personagem pode gastar DVs para recuperar pontos de vida, da mesma forma que acontece em um descanso curto.

O personagem precisa ter pelo menos 1 pv para iniciar o descanso e receber seus benefícios.

As mudanças sutis, explicadas em poucos parágrafos no Dungeon Master Guide, fornecem um direcionamento completamente diferentes para as aventuras e não são recomendadas para serem utilizadas com o modelo tradicional de aventuras, que passariam a ter um nível de dificuldade Dark Souls.

Da mesma forma, a adoção destas regras, podem direcionar o mestre a usar a distribuição de experiência por marcos, ou utilizar o avanço de nível sem experiência, baseando-o em número de sessões ou baseado na história.

Até mais aventureiros.

5 comentários

  1. Em minhas mesas os pvs são sagrados e quem brincar com a vida, se atirando por aí ou provocando qualquer tipo de condição que a ponha em risco irá pagar caro. Atualmente estou evitando as curas rápidas e os personagens estão cada vez mais descansando durante os níveis iniciais para “forçar” uma recuperação de magias e habilidades. Com a quantidade de maneiras de perder pvs, eu diminui as manobras que causam dano, por exemplo, as quedas, estou usando uma regra caseira.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s