A mina perdida de Phandelver

Publicado por

Saudações, aventureiros.

Nos últimos meses tenho me deliciado com a aventura Lost Mines of Phandelver e acompanhado o desenvolvimentos dos personagens a medida que a narrativa avança. Uma constatação, ela é uma daquelas aventuras que você pode narrar várias vezes para diversos grupos, sem que ela perca a graça e alguns amigos que tem jogado outras aventuras da nova edição, arriscam-se a dizer que ela é a melhor aventura publicada até o momento e confesso que tenho que concordar.

Após chegarem a Phandalin e começar a interagir com os moradores, os jogadores sentiram-se rapidamente envolvidos pela forma como a comunidade foi construída e é apresentada, criando rapidamente um sentimento de pertencimento a comunidade e aposto que, em mais de um grupo, os jogadores foram atraídos pelo local, a ponto de estabelecerem uma base de operações ou mesmo mudarem-se para lá.

Phandalin

As missões secundárias as vezes não parecem secundárias e podem, caso o narrador deseje, estar mais intrinsecamente relacionadas, permitindo que tudo se transforme em facetas de um grande problema que aflige a região e propiciando aos aventureiros atingirem níveis épicos em sua jornada em nome da diversão.

Lost Mine of Phandelver é uma excelente aventura introdutória, consegue apresentar diversos problemas aos jogadores e pode proporcionar meses de diversão (independente de seu ritmo de jogo). Jogada num passo mais lento, permite aos jogadores novatos acercarem-se de todas as nuances das regras da quinta edição e em um passo mais rápido, permite que inúmeras possibilidades sejam desveladas.

Gostaria muito de saber quais as experiências positivas e negativas que os jogadores e mestres tiveram ao jogar a aventura e se recomendariam ou não para outros grupos.

Abraços, e até a próxima aventura.

Um comentário

  1. Salve! Concordo que a aventura é muito boa e que dá pra jogar várias vezes, diferente das outras da 5e que foram publicadas. Acho também que ela vai além da proposta de uma aventura introdutória, se o mestre não souber leva-la se torna enfadonha e talvez o grupo se perca como já vi, a ideia de uma aventura aberta para um grupo iniciante dá medo, apesar dela deixar as coisas bem claras. Joguei várias vezes, e um mestre experiente vai se dar bem. Inclusive destrinchei em algumas partes e fiz one-shot para um evento. Belo post.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s