Corujão Trampolim da Aventura

Publicado por

Ontem a noite nos reunimos em minha casa para um corujão lúdico, com muita coisa inesperada acontecendo.

Embora tivéssemos marcado o início do corujão para às 19h, praticamente todos os participantes chegaram ao QG do Trampolim às 20h.

Um dos primeiros “imprevistos” foi a quantidade de jogadores, pois a previsão era de no máximo 07 participantes, mas com uma ligação inusitada de Nayan, comunicando que iria, levando consigo mais 04 jogadores. Além deste pequeno grupo, também vieram de Natal/RN (moro em Parnamirim/RN) o casal Artur & Sílvia e também o Flávio, além dos jogadores Khalil, Rafael, Hemerson, Marciel e Gilvan de Parnamirim.

Uma terceira mesa foi improvisada na sala, sendo necessária uma completa modificação no layout, mas fiquei muito feliz por ter recebido tantos jogadores dispostos a jogar!

A idéia principal do corujão era jogar o anual Die Macher, em homenagem as Eleições 2010, por tratar-se de um jogo de longa duração (6h em média), enquanto outros jogadores desfrutavam outros jogos.

Após uma discussão no grupo do Nayan, resolveram colocar terrans, zergs e protons para lutar no fantástico Starcraft – a pedida era um tanto quanto óbvia, são todos fãs do jogo – e deu-se início uma partida realmente longa e com discussões acaloradas. O Nayan (naiyanhcl no twitter) poderá fornecer maiores detalhes sobre os motivos das discussões – algo, realmente hilário.

Havia contudo uma mesa mais festiva, composta pelo Khalil, Rafael e Gilvan que disputaram o Bausack (duas partidas), sendo seguido pelo Blokus Trigon.

Por volta das 2h da manhã, se encerrava a partida de Die Macher, jogada por mim (Tendson), Hemerson, Artur, Sílvia e Flávio, sendo o Hemerson vitorioso incontestado por uma grande margem. Depois das eleições fomos relaxar com o Dixit e com a saída do Hemerson fomos para o Cyclades.

Salada de frutas, refrigerante, bolachas e salgados compunham o lanche disponível no local, e que foi suficiente para passar a noite, sem que ficássemos famintos.

Antes do sol raiar – com medo dele, talvez – saíram o Nayan e seu grupo e por fim, vitoriosos e não tão exaustos, Artur, Sílvia e Flávio despediram-se por volta das 6h da manhã deste sábado.

O corujão foi excelente, com direito a partidas emocionantes, discussões acaloradas, guerra contra os mosquitos zergs que invadiram minha casa, ataques de fome, sono, cansaço (parecia até No Limite), mas acima de tudo, muito boa vontade de todos que participaram deste encontro.

Parabéns e muito obrigado a todos que compareceram e lutaram juntos contra todas as advercidades, completando mais um corujão.

E até o próximo Corujão do Trampolim – que tudo indica, tornar-se-a um evento anual.

3 comentários

  1. Eu realmente gostaria de poder ter podido jogar Die Macher este ano, mas infelizmente já sei que corujões não combinam com minha resistência física.Parabéns a todos que foram e aproveitaram bastante esta virada lúdica.

    Curtir

  2. Foi excelente, mesmo no fim, quando o sono quase nos vencia, ainda jogamos o Cyclades.Uma coisa que notei é que temos que ter muito sangue frio para se jogar jogos de guerra ou de extremo conflito as altas horas da noite, pois notei que alguns ficaram irritadiços em algumas situações extremas durante as partidas. Mas no final a diversão falou mais alto.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s