Nos portões de Loyang

Publicado por

Noite chuvosa em Parnamirim, o que quase me fez pensar que não jogaríamos jogos de tabuleiro hoje, mas graças a Deus o tempo deu uma trégua e consegui, mesmo usando um bote, chegar à casa do Tendson e trazê-lo com alguns jogos em uma discreta sacola.

Escolhi alguns jogos que julguei seriam do interesse de minha esposa, afinal, ela estava voltando a jogar após 15 meses, devido a gravidez e ao cuidar do pequeno que não deixava espaço algum para concentrar-se num jogo de tabuleiro.

Dos jogos trazidos a minha casa, nenhum deles havia sido jogado ainda por ela, e a maioria nem por mim. Juntou-se ao grupo Tendson, Franciolli e Paula, o sempre presente Leandro Nantes e por volta das 20h iniciamos uma partida de At the Gates of Loyang, um excelente jogo de Uwe Rosemberg.

Neste jogo, onde cada jogador é um fazendeiro que tem o objetivo de produzir bens (repolho, alho-poró, abóbora, nabo e feijões) e vendê-los a comerciantes fixos ou temporários.

O jogo, com tempo estimado entre 60 e 120 minutos, levou nada menos que 5 horas e meia para terminar. Uma partida piloto, que decidimos levar até o fim, onde aprendemos as regras e desenvolvemos o jogo de forma muito lenta afim de realmente aprendê-lo, saboreando-o se me permitem.

Em primeiro lugar o Leandro Nantes, que venceu por critério de desempate com o Tendson (segundo) e em terceiro eu (Franciolli) que venci por critério de desempate com a Paula (quarto).

Embora a duração do jogo tenha assustado a todos, ele tem a simpatia de merecer ser jogado novamente, mas definitivamente com mais celeridade, agora que já conhecemos o seu gosto.

Abaixo algumas fotos da mesa de jogo.

Tendson explicando a mecânica do jogo.
Leandro Nantes de costas, Tendson e Franciolli com o pequeno Pedro Arthur prestando atenção às explicações.

Ana Paula tentando entender o jogo. Mesmo não entendendo, ela costuma ganhar os jogos.
Ele está empolgado com todas as suas plantações. Eu também estaria.

5 comentários

  1. Realmente Franciolli, o jogo foi longo e ao mesmo tempo muito bom. Creio que a segunda partida dele será mais rápida. Mas ele é um daqueles jogos que as opções de jogo crescem vertiginosamente quando se aproxima do final da partida. É um crescendum!! Muito bom jogo, e foram ótimo os jogadores à mesa. Parabéns ao casal anfitrião, e também ao Leandro que sempre eleva o nível da partida.

    Curtir

  2. Se a segunda partida deste jogo não for mais rápida, eu prefiro não jogá-lo.O Leandro e eu ficamos a base de RedBull para dar aula na noite de hoje e Paula, bem, ela eu prefiro nem comentar.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s