Gerenciamento de tendências

Publicado por

Os alinhamentos ou tendências de D&D sempre motivaram muitas boas discussões na internet, bem nascidas nas mesas de jogo. Em 2009 falei um pouco sobre os alinhamentos no artigo Alinhamento, pra que te quero?, onde defendo-os como um guia para interpretação do personagem, não como amarras apertadas que limitam essa interpretação.

Nas últimas semanas os irmãos do Só Não Pode Tirar Um publicaram dois artigos falando sobre escolhas de tendências e sobre tendências boas, o que me animou a escrever algumas linhas sobre esta assunto, revisando antigas visões e apresentando uma nova forma de lidar com as tendências em jogo.

Gerenciamento de tendências

No D&D Basic Rules (Mentzer, 1983), a leitura deixa bem claro que a tendência é um guia comportamental para os personagens. Um personagem Leal irá sempre proteger os outros e derrotar monstros. Um personagem caótico é egoísta, se importa somente consigo e roubará dos outros.

Se um personagem se comportar de forma não condizente com a sua tendência, ele poderá sofrer uma mudança de tendência e isso sempre me deixou bem chateado, afinal, como gerenciar a caminhada rumo ao lado negro da força ou uma redenção rumo ao lado branco da força?

Classic Fantasy Revised

O Classic Fantasy é uma monografia da Chaosium, que pode ser adquirida na loja da Chaosium, bem como na DriveThruRPG por $16,47. Publicada em 2009, o livro tem 196 páginas e tem como proposta, levar para o Basic Roleplaying System, a sensação de jogos mais fantásticos no estilo das primeiras edições de Dungeons & Dragons, adaptando o sistema de raças, classes e combate com miniaturas para o BRP.

Classic Fantasy

O BRP não tem, por padrão, um sistema de tendências. Os personagens não estão sujeitos a direcionamentos morais, mas no Dungeons & Dragons este elemento é extremamente forte e sou levado a crer, desempenha um papel fundamental, dividindo os personagens dos jogadores no time dos mocinhos ou dos bandidos (bem mais raramente). Contudo, é a forma como o Classic Fantasy lida com as tendências que me chamou a atenção.

Embora o BRP não tenha um sistema de tendências, ele possui Afiliações e é desta forma que ele trata as tendências no jogo.

Raças e tendências

As raças disponíveis no Classic Fantasy são: Anões, Elfos, Gnomos, Halflings, Humanos, Meio-Elfos e Meio-Orcs. Cada uma das raças apresenta uma indicação da tendência que a maioria de seus membros seguem, por exemplo, anões são normalmente bondosos, enquanto halflings são normalmente neutros.

Note que neste ponto não existem restrições, apenas diretrizes norteadoras.

Classes e tendências

As classes disponíveis no Classic Fantasy são: Bárbaro, Bardo, Clérigo, Druida, Guerreiro, Ilusionista, Usuário de Magia, Monge, Paladino, Ranger e Ladrão. As classes, diferente das raças, direcionam mais fortemente as tendências dos personagens, algumas delas, possuindo algumas restrições, por exemplo, bárbaros podem escolher qualquer alinhamento, podendo inclusive não escolher um alinhamento no momento de sua criação. Por outro lado, os clérigos precisam pertencer a uma tendência igual da divindade que veneram. Os paladinos tem que servir uma divindade bondosa, sendo também bondosos.

Como funcionam as tendências

Em Classic Fantasy só temos três tendências: Bom, Neutro e Mal.

goog evil neutral

Independente da classe do personagem, ele ganhará 5 pontos no momento da criação, escolherá uma delas e atribuirá este valor a tendência. Algumas classes podem limitar quais tendências podem ser escolhidas, como no caso do paladino, por exemplo.

A medida que o personagem se envolve em situações durante o jogo, de acordo com o seu comportamento, o mestre pode pedir que o jogador marque uma ou mais tendências, a qual ele fará uma jogada para determinar se ele avançou naquela trilha moral. Dependendo as ações que um personagem cometa e dos resultados das jogadas, o personagem pode variar a sua tendência ao longo do jogo e isso traz implicações interessantes, como é o caso dos paladinos.

Os paladinos e as tendências, um exemplo

Durante a criação do personagem, Antunes Rocha escolheu um paladino e teve que alocar os 5 pontos de tendência que ganhou na tendência bondosa, tendo escolhido como divindade patrona Thor (no cenário ele é Bom). Entre os poderes concedidos ao paladino estão: Cura pelas Mãos, Imunidade a Doenças, Curar Doenças, Proteção contra o Mal e Detectar o Mal. Caso as ações e jogadas de tendência façam com que a tendência oposta (no caso Mal) for maior que seu valor na tendência Bom, a divindade se desagradará e o personagem perderá todos os seus poderes, tendo que mudar de classe ou tentar redimir-se, o que significa conseguir ficar com pelo menos 5 pontos a mais na tendência Bom do que na tendência Mal.

Em um outro artigo posso explicar como funciona as jogadas de tendência, mas em resumo, acho que o Classic Fantasy possui uma ferramente muita interessante de gerenciamento de tendência, que vale muito a pena conhecer.

8 comentários

  1. Interessante você ter mencionado o sistema de Afiliações do BRP, que eu gosto bastante. No Mythic Iceland eu usei esse sistema para trazer pra mesa de jogo a importância da fé nos deuses pagãos como existia naquela época, e também para dar uma motivação aos jogadores para agirem de uma maneira condizente com o cenário. Talvez uma análise do sistema de Afiliações em BRP valesse um artigo inteiro.

    Curtir

  2. Há também uma versão de tendências muito boa usada em Stormbringer (Elric) – cenário com uma versão do sistema BRP – que utiliza os parâmetros Chaos (Caos), Order (Ordem) e Balance (Equilíbrio).

    Curtir

  3. No PENDRAGON (King Arthur Pendragon RPG), um sistema baseado no BRP, usa um sistema de Características de Personalidade (Personality Traits) e de Paixões (Passions). As características são em número de 13 pares (26 ao todos). Elas definem o aspecto moral do personagem. Variam de 1 a 19. Cada par representa o lado bom e o lado mal de cada aspecto moral (Castidade vs. Luxúria, p.ex.). Se você tiver Castidade 7, então sua Luxúria será obrigatoriamente 13. Já as paixões definem as motivações do personagem. É bem interessante e, ao contrário do que parece, é bem simples.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s