Unboxing Skyrim Manual

Ele não é um livro de RPG, mas encerra em suas páginas um conteúdo fantástico que pode facilmente ser adaptado para jogos de fantasia. Skyrim é sem dúvida nenhuma o jogo do momento e que você pode conferir uma boa resenha sobre ele no site da Iniciativa Nerd. O Elder Scrolls V – Skyrim Prima Official Game Guide pode ser encontrada na Livraria Cultura ou na Amazon (onde sugiro a compra caso você seja o feliz proprietário de um cartão de crédito internacional). Na Amazon, mesmo comprando com a opção de frete expresso, você ainda economiza alguns reais. A vantagem de comprar na Cultura é o parcelamento, pois nem sempre temos R$76,70 para desembolsar de uma vez. O livro tem 656 páginas dedicadas a destrinchar o jogo, incluindo mapas, estatísticas de monstros, as missões principais e secundárias, e muito mais. Este livro, por si só, já é inspiração mais do que suficiente para muito tempo de jogo. Agora é divertir-me ainda mais em Skyrim, usando o manual para inspirar-me ainda mais para os RPGs. Abraços e vamos jogar!

Leia Mais →

Stuff #1

Então, ao invés de fazer quatro posts diferentes, um para cada coisa que encontrei pela internet de interessante hoje, resolvi juntar tudo em um só, com o nome de Stuff. Esse é o primeiro número. Trailer do InSpecters O post único para esse vídeo foi excluído – Vocês já tinha visto isso? Será que vai ficar bom? http://youtu.be/KRMTGRAh3fU Não importa, o que importa é que eu preciso ler esse sistema, o mais rápido possível! Story Games Não sei bem como, mas encontrei esse vídeo bem interessante falando sobre os Story Games. Vale a pena assistir! http://youtu.be/ZIouCWoSZm4 The Seven Thunders Encontrei, também sem querer, este post do Brennan Taylor (autor do RPG Este Corpo Mortal e dono da Galileo Games) sobre um hack adaptando Legend of the 5 Rings para Apocalypse World, confirmando minha suspeita que se você consegue pensar, alguém já fez um hack de Apocalypse World para isso. Tenderpawn: Dicas para Mouse Guard Neste link tem uma porção de dicas excelentes para quem está começando a mestrar ou jogar Mouse Guard RPG. Recomendo muito a leitura! Marvel Heroic Roleplaying: Civil War Fifty State Initiative Lançado Ou ao menos, o PDF dele. Confesso que estou bem mais resistente a comprar esse PDF depois que meu grupo confessou não ter muito interesse em jogar um RPG de supers, mas fica a dica. Novas Aventuras de Lammentations of the Flame Princess Lançadas Mais lançamentos! E esses muito me interessam. As seguintes aventuras que recentemente […]

Leia Mais →

1984

Finalmente, depois de quase 5 meses com o livro, eu consegui terminar a leitura desse clássico de Ficção Centífica Social do gênio George Orwell. O tempo de leitura não foi devido ao tamanho e a complexidade do livro (eu só estou lendo em inglês desde o ano passado), e sim devido às inúmeras interrupções causadas por leitura de RPGs. O que eu posso falar desse livro que já não foi falado há muito tempo? Escrito em 1949, depois da segunda guerra mundial e no início da ascensão da União Soviética como uma ditadura comunista, as comparações do Big Brother com o Stalin são inevitáveis. É muito fácil desprezar este livro como sendo uma propaganda política, sem valor para quem não compartilha do “medo de comunistas”. Mas fazer isso seria um desserviço a si próprio. O livro está recheado de conceitos e idéias que entraram na nossa sociedade e fazem parte do nosso vocabulário comum. Muita gente já ouviu falar em “Big Brother”, “Sala 101”, ou já assistiu V de Vingança, Equilibrium, ou jogou Half-Life 2. A escrita do livro é magistral, mas a leitura é terrível. Você não consegue ler e não sentir revolta, ansiedade, inquietação em praticamente qualquer ponto. O final completamente desesperançoso e terrível é só a cereja no bolo. Uma vez eu li que “livros felizes nós mesmos podemos escrever; o que precisamos é livros que nos provoquem, que sejam como soco no estômago”. E esse livro é muito […]

Leia Mais →

Resultado da promoção conto sobre o “Necronomicon”

Recentemente fui integrado ao seleto grupo da Eldritch Society (embora meu nome ainda não figure naquela lista) ao adquirir O Mundo Fantástico de H. P. Lovecraft. Ontem recebemos um e-mail informando os ganhadores da promoção Conto sobre Necronomicom, o qual eu não tinha nem conhecimento de que estava rolando. Pois bem, os ganhadores foram: Daniel Dutra com o conto O Retrato de Edmond Carter; Ariosto Junior com o conto A Leitura do Livro das Leis Mortas. O primeiro colocado escolherá entre os livros The Private Life of  H. P. Lovecraft, de autoria da esposa de Lovecraft ou Lovecraft – A Biography, de L. Sprague de Camp. O segundo colocado ficará com o livro que não foi escolhido. Tomo a liberdade de disponibilizar os contos aqui: O Retrato de Edmund Carter A Leitura do Livro das Leis Mortas Baixem, divirtam-se e corram para adquirir o seu exemplar, pois ainda é possível adquirir o seu! Corram.

Leia Mais →

Guerreiro Anão – D&D Next Playtest

Após lançar convite aos internautas jogadores de RPG que moram em Parnamirim a vir aqui em casa para fazerem suas fichas do D&D Next, somente o Matheus Silva atendeu ao chamado e às 19:30 h encostou em meu portão com sua possante moto de 100 cilindradas. Após apiar, entrar em minha casa e dirigir-se à mesa da cozinha, iniciamos os procedimentos experimentais para registrar o “evento” com o pomposo iPad 2 que ele (o Matheus) adquiriu recentemente. Com o aparelho devidamente posicionado iniciamos a gravação e folheando o impresso do D&D Next iniciamos a confecção de sua ficha. 1. DETERMINANDO ATRIBUTOS A determinação de atributos é simples, ou você joga 4d6 escolhendo os três maiores resultados ou distribui os valores 15, 14, 13, 12, 10 e 8 entre os atributos Força, Destreza, Constituição, Inteligência, Sabedoria e Carisma. Optamos pela distribuição dos valores fixos para garantir o equilíbrio entre os personagens. Minha primeira reação foi “Os atributos estão com valores inferiores! O que está acontecendo?“, mas seguimos em frente. 2. ESCOLHA A RAÇA O segundo passo é determinar a raça do personagem. Apenas quatro raças estão disponíveis: anões, elfos, humanos e halflings. Cada uma das raças possui duas sub-raças, que possuem algumas características comuns e algumas características distintas, por exemplo, os anões podem ser das colinas ou das montanhas. Os anões das colinas recebem um bônus de +1 em Constituição, enquanto os anãos das montanhas recebem +1 em Sabedoria, além de outras […]

Leia Mais →

Unboxing – Abismo Infinito

Imagine a satisfação de chegar em casa e encontrar um pacote entregue pelos Correios em sua casa gritando para ser aberto, pois é! Foi isso que encontrei ontem a noite quando cheguei em casa e mesmo com fome, cansado e com meu filho com febre, não me contive… Espero em breve sentir o sabor de visitar os confins do universo ao som do espaço.

Leia Mais →

D&D Playtest – Pacote 2

E saiu, até que enfim, o segundo pacote do playtest do Dungeons & Dragons (a.k.a.: D&D Next). Neste pacote não temos uma aventura fracamente contextualizada com uma quantidade infindável de monstros, mas sim as diretrizes básicas para construir personagens (geração de atributos, raças, classes, histórico, especialidades, magias, etc.). Inclusões e alterações foram feitas em muitos elementos do jogo, em parte porque alguns dos elementos não funcionaram bem em jogo e em virtude de inúmeras reclamações dos jogadores. Na minha humilde opinião de jogador de D&D, acredito que o time de designers pode estar indo no caminho acerto e produzir um novo D&D diferenciado, que consiga ser jogado em vários estilos diferentes trazendo dinossauros de volta a vida. Como é RPG, torço que de certo e que em breve eu solte um grande rugido, onde se possa escutar “Shut up Wizards and take my money!“

Leia Mais →

RPGenesis 2012 – eu vou!

Tudo começa com uma fagulha. E dessa vez, foram várias. Depois de hesitar, repensar e finalmente tomar a decisão, é com muito orgulho e um certo frio na barriga que anuncio que irei participar da Semana do Autor do RPGenesis 2012, onde irei desenvolver um RPG novo completo com no mínimo 5 mil palavras nos 7 dias do evento. Para quem não conhece o RPGenesis, ele é um evento internacional de criação e desenvolvimento de jogos de RPG, organizado pelo Ricardo Tavares do Jogador Sonhador. Não há prêmios, não há críticos, há apenas o poder da comunidade para motivar e ajudar uns aos outros. Não deixe de ler o release inteiro do RPGenesis lá no Garagem RPG. Fagulhas A conversa inicial de game design que me inspirou a criar um jogo ocorreu no Botequim dos Jogos, episódio 2, mas apenas por trás das câmeras. Logo após a conversa, compartilhei um excelente texto sobre design de RPG com o Júlio, Fernando e Franciolli que me deixou ainda mais empolgado para tentar a mão em desenhar um sistema. Tinha tomado então a decisão de que iria me preparar para participar do RPGenesis ou do concurso Faça Você Mesmo da Secular apenas no ano que vem. O problema é que as idéias não pararam por aí. Eu já havia sentido a necessidade de buscar um sistema de RPG mais simples do que o Burning Wheel para o meu grupo. Por mais que seja […]

Leia Mais →

D&D Next e o Mágico de Cartola

E isso aqui saiu do último playtest do D&D Next: You don’t actually have to set the DC before the player rolls the check… Your players will never know. Primeiramente, pra que ter sistema, se você pode simplesmente pedir para os jogadores rolarem os dados e dizer se eles pasaram ou não simplesmente por “feeling”? Se tirou alto no dado, ele passou. Se tirou baixo, falhou. É tão simples! Pra que se dar ao trabalho de colocar tabela de dificuldade desse jeito? E por outro lado, isso vai tão completamente contra as filosofias de RPGs modernos que isso me deixou completamente decepcionado. Todo aquele papo de intenção e tarefa, de confiança entre mestre e o jogador, de deixar claro a dificuldade do teste e o que vai acontecer em caso de fracasso antes de rolar os dados, tudo isso foi completamente jogado fora e ignorado em prol de uma experiência “mais fácil para o mestre” e “focada na interpretação”. Decepção define bem o que esse time de design da WotC está fazendo ultimamente. EDIT: Muita gente falou pra mim que isso foi para agradar o pessoal que gosta de Old School, que é besteira esperar inovações do D&D. Pois bem, para que fique claro: Eu sou fã do D&D Oldschool, e achei essa regra o pior lixo que já li em um livro D&D nos últimos anos. Isso não é voltar às origens, é colocar uma venda nos jogadores e […]

Leia Mais →

Narrativismo Revisitado

E o assunto do narrativismo andou dando o que falar. Além de ter sido o post mais comentado de todos os tempos deste humilde blog, também gerou uma conversa gravada ao vivo no Botequim dos Jogos (e que foi muito bacana, corre lá para assistir). E com tanta discussão, muitos pontos interessantes foram levantados, pontos que merecem uma resposta. Narrativismo é “focado em história” Como eu expliquei no outro post, você pode ter história jogando praticamente em qualquer estilo. A história, nesse caso, é um produto, e não algo que se pode focar durante o jogo. Mas… isso não é a resposta completa. A parte complexa é que no narrativismo, existe um foco no processo de criação da história durante o jogo. Uma boa história então não é simplesmente uma sequência de eventos seguida de uma resolução, e sim algo reconhecível durante o jogo pelo seus participantes. Repare na palavra “participantes”. Em um RPG tradicional, é comum o mestre planejar uma história prévia, um plot, e depois força-las durante o jogo aos seus jogadores. Se eles percebem e se sentem mal com isso, eles dão o nome feio de railroald. Mas muita gente não liga e até fica bem proficiente em aceitar a história do mestre – sentar no trem e aproveitar a paisagem no processo (o participacionismo). Mas não é sobre isso que se trata o narrativismo. Ele se foca na História Agora, criada através de procedimentos durante o […]

Leia Mais →