Pular para o conteúdo

As bruxas em algumas ambientações

Em 2009, os fãs do sistema Basic Roleplaying (BRP), sistema de regras produzido pela Chaosium Inc., foram agraciados com um livro da série Monograph, intitulado BRP Witchcraft, que em 70 páginas apresenta diversos aspectos sobre a bruxaria e seus praticantes, bem como introduz uma nova profissão: a Bruxa. Vou me apropriar da mesma estrutura do capítulo de introdução da referida […]

Leia Mais →

Um pouco sobre as bruxas e a inquisição

O mês de junho deveria ter sido mais profícuo aqui no Dados Místicos, mas inúmeros contratempos e o fechamento do semestre acadêmico me mantiveram completamente fora do cenário. O Pedro Gonçalves também está enfrentando os seus monstros, ganhando experiência para voltar triunfalmente e se não fosse pela chegada do professor/youtuber/cavaleiro solitário Jeferson Kalderash, teríamos ficado no limbo e passado completamente […]

Leia Mais →

Planos de Fundo: Relações comerciais

O pensamento da Idade Média, principalmente a alta idade média, bania qualquer tipo de usura (lucro) e a caracterizava, inclusive, como um pecado extremamente vil e corruptível. Apenas no período Iluminista com as ideias expansionistas e mais fortemente, após a reforma protestante de Lutero, é que o lucro deixa de ser visto como pecado. Então, por que seus personagens ficam […]

Leia Mais →

Três técnicas para tornar masmorras memoráveis

Uma masmorra no padrão gygaxiano é um conjunto ruidoso de salas interligadas a corredores, paredes de pedra escavada, muito fria e úmida. Como narrador já usei diversas vezes essa ferramenta, em um hackslash clássico, aquela primeira aventura onde alguns goblins sobrevivem nesse ecossistema e interagem com os personagens. Depois de concluída a missão, quantas vezes os personagens de seus jogadores […]

Leia Mais →

Violência gratuita e desmedida

Sangue e ossos partidos são referências bem interessantes para a narrativa quando desejamos explicitar a violência nas cenas de combate, todavia, essas cenas, no melhor estilo “gore”, requerem um pouco de conhecimento e até inspiração. Para que as palavras do narrador saiam de uma roupagem simples para algo mais real e intimista, proporcionando cenas únicas e sensações descritíveis, o narrador […]

Leia Mais →