Criação de Personagens em Mythras: Método Pirâmide

Saudações, aventureiros e aventureiras.

A criação de personagens em Mythras pode ser demorada quando o jogador não tem uma ideia bem definida do personagem com o qual quer jogar, e embora o processo seja extremamente simples, toda opção que possa agilizar o processo é bem vinda.

Recentemente, a The Design Mechanism lançou o suplemento Mythras Companion, trazendo diversas opções para o sistema, incluindo opções de criação de personagens.

A primeira opção é chamada Método Pirâmide, sobre a qual vamos falar neste artigo.


O processo de criação de um personagem iniciante em Mythras prevê a alocação de 350 pontos a partir de três fontes: Cultura (100), Profissão (100) e Bônus (150). Alocar estes pontos pode ser demorado e as vezes determinar as perícias Culturais pode não ser muito importante, ou o jogador pode ter uma profissão em mente que não esteja completamente coberta pelo sistema de regras.

O Método Pirâmide é empregado quando o tempo é um fator importante (criar personagens rápidos para um evento, por exemplo, ou quando os jogadores estão ávidos por começar a jogar).

Ao invés de alocar os pontos das reservas de pontos, o jogador dividirá os 350 pontos em cinco blocos de pontos fixos, como a seguir:

1 perícia com 50%
2 perícias com 40%
3 perícias com 30%
4 perícias com 20%
5 perícias com 10%

A distribuição dos pontos forma uma pirâmide prática. A medida que for fazendo a distribuição, vá marcando os valores na pirâmide.

50
40 40
30 30 30
20 20 20 20
10 10 10 10 10

Considerações

(1) Todos os pontos da pirâmide devem ser alocados.

(2) Nenhuma perícia pode ter mais do que um valor da pirâmide alocado;

(3) Costumes e Língua Nativa, ambos, ganham +40, da mesma forma como pelas regras normais, mais qualquer ponto da pirâmide alocado.

(4) Paixões ganham os valores apresentados na p. 16 do Mythras Imperativo e p. 23 do Mythras, além de qualquer ponto alocado da pirâmide.

(5) Nenhuma perícia pode exceder 80% depois de alocados os pontos da pirâmide. Dessa forma, se um personagem tem FOR 16 e DES 17, para uma base de 33%, o jogador não pode alocar 50% em Estilo de Combate, por exemplo.

(6) Seis dos valores devem ser alocados em perícias profissionais.

(7) Os personagens ainda devem escolher uma Cultura e Profissão, e usar as perícias listadas na descrição apropriada como um guia para as distribuições, ou a distribuição pode ser feita livremente.

(8) É recomendado que pelo menos um valores seja alocado em Estilo de Combate, mas isso não é obrigatório.

(9) O Mestre sempre tem a palavra final.

Escrito por

Um sonhador que gosta de brincar com palavras e criar mundos imaginários.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s