One shot: Na borda do fim do mundo

Publicado por

One shot #06 Na borda do fim do mundo

Iniciando nossa série de encontros semanais, a coluna “One Shot” trará ideias para suas aventuras. A princípio não trato de um único sistema, mas no decorrer destas linhas muitas vezes surgiram citações, descrições e regras voltadas a jogos como o D&D, WoD e muitos outros. Então convido vocês a darem segmento a essa nova empreitada.

Aventura: Na borda do fim do mundo

Hoje nossa temática vai fugir um pouco da tradicional fantasia e falar do perigo eminente numa temporalidade futura, o fim do mundo. Vários jogos estão tratando do pós-apocalíptico. Podemos citar a toda poderosa Wizards of The Coast com seu Gamma World, um cenário que se encontra sobrevivente a um apocalipse nuclear; na linha de seriados temos o Walking Dead que arrebata legiões com um mundo consumido por uma praga que transforma as pessoas em zumbis e não podendo deixar de falar de games o belíssimo Fragile Dreams: Farewell Ruins of the Moon para Nintendo Wii que apresenta um mundo onde os seres humanos quase não existem e fantasmas, monstros e metamorfos povoam o universo do jogo, uma espécie de pós-apocalíptico sobrenatural, uma ideia realmente espetacular que explora na emotividade as necessidades humanas em um mundo repleto de beleza.

Todos esses cenários, cada um à sua maneira, apresentam um ponto em comum, a necessidade de sobreviver com poucos recursos e indo mais além, os efeitos que a humanidade causou em seu próprio ecossistema. Nossa temática vai tratar de diversas maneiras sobre esses pontos, apresentando algumas pequenas histórias para povoar suas campanhas.

Campus Elísio

r00z é um dos poucos internautas que sobreviveu ao fim do mundo, nessa nova era o filho da mãe reina do submundo enviando mensagens aos poucos grupos refugiados. Sua intenção é a de convencer as pessoas de seguirem até o Kansas, sua terra natal, agora batizado pelo próprio homens de Novo Kansas. Com promessas de liberdade e fartura, relembrando os tempos antigos e enviando suas mensagens por ondas de rádio, internet, SMS e todos os meios que puder r00z deseja tornar-se aquele que irá levar a humanidade de volta a era de ouro, mas a que custo:

– O internauta r00z na verdade seria o líder de um culto de escravagistas, reunindo pessoas e as obrigando a trabalhos forçados no Novo Kansas. Seu temperamento, um homem cruel que usa do dom da fala para influenciar as multidões, ele tem muitas baterias que alimentam seu sistema que só é ligado para enviar mensagens e replica-las nas cidades onde estão seus aliados;

– Após ter tido sua última crise com drogas r00z viu a verdade, uma terra liberta das desgraças e do martírio, um local onde não se teria de lutar pela comida de cada dia, água ou mesmo remédios; foram seus últimos dias chapados de LSD e agora o mundo precisa saber da verdade, ele viu o futuro e isso mudou sua vida.

A marcha das maquinas

As poucas armas que os soldados mercenários têm em mãos não são páreas para a batalha que esta por vir, há poucos dias conseguimos isolar o vírus em um local seguro e então deciframos o seu código, no entanto, durante o processo muitas das criaturas começaram a rumar para nossa cidade. De todos os cantos do planeta algo as avisou e parece que nós somos um grande alvo.

– Um grande centro de refugiados conseguiu isolar a causa da devastação, um vírus que se espalhou pelo mundo e agora ameaça o pequeno centro de refugiados. As criaturas forjadas por essa ameaça, mesmo não podendo ser consideradas inteligentes, rumam de todos os cantos para o lugar e agora só resta levar a descoberta a um refugio, os cientistas preparam amostras e definem para onde as informações devem ser levadas, proteger a cidade é o inicio, mas o intuito é levar as informações para um local seguro;

A madrasta natureza

Uma forte chuva fez com que a ponte de entrada da cidade fosse destruída e a maioria das poucas casas em pé ficassem arrasadas, nada anormal para um dia em um mundo que é feito de enxofre e cinzas, a única coisa diferente na paisagem é o movimento, um grupo de pessoas procura abrigo da tempestade.

No caminho da sobrevivência ainda existe um mundo repleto de perigos a serem superados, não apenas as ameaças que destruíram a humanidade assolam seus sobreviventes; animais ferozes, chuva, neve, tempestades, o dia e a noite ainda são tão perigosos como eram na idade média.

– Os personagens necessitam atravessar uma cidade para chegar a seu destino, no entanto uma chuva inesperada arrasou as pontes que formam a entrada e a saída da cidade, agora só resta aos sobreviventes se embrenharem na mata para superarem mais este obstáculo.

Bem pessoal, explorando estes três ganchos (bem genéricos por sinal) fica fácil construir uma pequena aventura, obstáculo ou mesmo iniciar uma série de aventuras em seu ambiente pós-apocalíptico preferido.  Recomendo narrar este tipo de aventuras em eventos, já que podem ser feitas de forma bem rápida e divertida sem o compromisso com campanhas e personagens, algo divertido (como o RPG se propõe a ser) sem aquele comprometimento todo de preparar e agendar uma baita sessão de jogo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s