Sessão de Demonstração Dungeon World

Publicado por
Durante o 4º Trampolim no Habib’s, mestrei uma sessão de apresentação do Dungeon World, RPG que está em pré-venda no site da Secular Games.

Como sempre, eu não havia preparado nada, deixando para que os jogadores participassem de toda a criação e é claro, me surpreendessem.

Três jogadores se apresentaram, um dos quais não tinha nem ouvido falar do Dungeon World. Um deles estava participando da pré-venda do jogo e outro ainda estava decidindo se comprava ou não, em comum todos compartilhavam o fato de não terem jogado ainda o DW.

Participaram da mesa o Stwdart [clérigo], Wando [bárbaro] e o Caio [druida].

Perguntei a eles em que tipo de mundo eles gostavam de jogar e logo apareceu um Dark Sun. Como havia um clérigo no grupo e eu sou mais conservador com o cenário, decidi que um deserto lembraria bem Dark Sun, não sendo necessariamente ele, então os personagens estariam no deserto, mas fazendo o que?

O clérigo fora enviado em busca de uma relíquia de sua fé, perdida em um antigo templo no deserto. Enquanto passava em uma cidade, ele foi agredido e o bárbaro e o druida o ajudaram. Conversando, o clérigo os convenceu a segui-lo e protegê-lo em sua busca.

Algumas das ideias acima também foram puxadas dos vínculos dos personagens.

O bárbaro fazia parte de uma tribo que foi dizimada. Graças a sua ligação com a floresta, o druida percebeu quando a tribo bárbara foi dizimada e foi até o local, encontrando um sobrevivente. Desde então andaram juntos.

Mais informações dos vínculos ajudaram os jogadores a determinar essas relações.

O jogo começou com os personagens no deserto, chegando a um oásis, próximo do templo perdido. No local eles são atacados por homens lagarto e conseguem prevalecer.

Em seguida, procuram pela entrada no templo e encontraram, gastando algumas horas cavando até que entraram. Dentro do templo encontram livros, com um mapa, que o jogador que interpreta o clérigo diz ser uma planta baixa do prédio, mostrando um local tracejado, que pode ser uma passagem secreta embaixo do altar.

Deixei que os jogadores inventassem tudo e dei um ponto de experiência ao clérigo por ele ter criado algo verossímil para a situação, sem forçar a barra.

Quando perguntei qual era a relíquia, o jogador que interpretava o clérigo disse que poderia ser um pergaminho, no qual estava escrito a primeira oração feita pelo culto, diretamente ensinada pela divindade. Delirei quando ele disse isso, mas não lhe dei outro ponto de experiência.

Os personagens desceram até as catacumbas, onde encontram 13 sarcófagos dispostos em cruz e o bárbaro começa a procurar em vários deles, profanando-os. Logo, vários mortos-vivos se levantam e atacam a todos, que lutam desesperadamente.

Quando eles percebem que somente o sarcófago do meio não havia sido aberto, o bárbaro foi até lá e após alguns momentos dramáticos conseguiu tomar um pergaminho das mãos de um sacerdote esqueleto, e lendo-o fez todos os mortos-vivos descansarem finalmente em paz.

Ao ler o pergaminho, o clérigo resolve seu vínculo com o bárbaro, que seria de levá-lo para a sua fé.

Este foi uma excelente sessão de demonstração do Dungeon World, sem preparação e que me surpreendeu muito no decorrer e no final.

Espero ter a oportunidade de jogar Dungeon World novamente, e com as fichas traduzidas pelo Mestre das Antigas. Ótimo trabalho.

14 comentários

  1. hum…eu estava esperando alguma coisa falando de como o sistema se comportou durante o jogo. Já comprei o meu na pré-venda, mas muita coisa ainda me parece nebulosa.

    Curtir

  2. não, não…eu tava dizendo que estava esperando algumas impressões suas à respeito do sistema do DW e de como ele se comportou em mesa. Se ele cobriu tudo, se alguma coisa teve de ser improvisada porque não se achou a regra certa ou mesmo se ele foi de fácil entendimento e todos absorveram o sistema.A estória narrada é legal, bacana. Fico feliz que há jovens mestres como você que se preocupam mais em mostrar o quão criativos vocês foram do que regras, mas nesse post em particular, com o título mostrado, eu esperava um “test drive” das regras.Abraços.

    Curtir

  3. ah sim! Isso mesmo. Eu queria era isso mesmo – uma Sessão com os comentários falando das regras.Mas afinal, qual foi a SUA impressão do sistema?Obrigado pela pronta-respostaKenku

    Curtir

  4. Eu sou fã do sistema, acho ele fantástico e extremamente apropriado para narrar aventuras de forma mais cinematográfica.Suas regras se encaixam perfeitamente na proposta e o jogo é extremamente dinâmico. Porém, se você espera um sistema com perícias, regras para tudo, ele não é para você.

    Curtir

  5. Old Dragon? O reprint? O pdf está disponível imediatamente, mas não me lembro de ter lido quando a versão impressa começaria a ser entregue.

    Curtir

  6. Excelente post Franciolli! Nos envie o email dos jogadores desta mesa, temos uma surpresinha pra eles :)E vale lembrar ao pessoal que a pré-venda do Dungeon World já está rolando, e embora o livro físico só será enviado em agosto, o PDF com o jogo completo é enviado imediatamente!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s