Tagmar Skyrim – S01E01

Chegar em Riverwood, meio caminho de Whiterun, sem muitas moedas no bolso, não é uma boa ideia, principalmente em um reino onde os efeitos da guerra civil começam a ser sentidos em todos os lugares.

Os Imperiais, vindos de Cyrodiil tomaram Helgen e sabe-se que eles querem tomar toda Skyrim, subjugando qualquer resistência.

Muitas pequenas vilas, como a própria Riverwood, é indefesa e não possui qualquer proteção, estando completamente indefesa.

Em vários pontos do reino, o número de roubos aumentou. Bandidos vagam pelas estradas, impondo em alguns lugares as suas próprias leis, algumas deles, dizem, tomaram para seus bandos pequenas fortalezas espalhadas pelo reino.

Enquanto os cidadãos que fazem de Riverwood seu lar dormem, uma pequena comoção é ouvida na loja Riverwood Mercadorias, mas somente pela manhã algumas pessoas procuram efetivamente o dono do estabelecimento, Lucan Velerius, a maioria apenas para saber o que acontecera, com ninguém realmente pensando em ajudar, a não ser por duas pessoas.

Bandidos entraram na sua loja e ele desconfia tratar-se de bandidos do grupo de Arvel, o Lépido, um Dunmer que estabeleceu-se no Túmulo das Cataratas Sombrias, um antigo cemitério no alto da montanha, a cerca de oito horas de viagem de Riverwood.

Na taverna, o clérigo e o guerreiro ficam sabendo de uma carta de recompensa pela cabeça de Arvel, uma quantia razoável de 100 moedas de prata, que podem rapidamente somar-se a mais 50 moedas de prata de recompensa que Lucan oferece pela recuperação de um item roubado, poderia pagar várias noites em uma boa taverna, ou mesmo financiar uma viagem para uma outra vila ou cidade.

Eles contratam o elfo arqueiro Faendal para guiá-los e ajudá-los na missão e partem no mesmo dia pela manhã até as montanhas, onde enfrentam uma pequena precipitação antes de chegar ao antigo túmulo.

Bleak_Falls_Barrow

Faendal afasta-se do grupo sorrateiramente, deixando-os para trás e sumindo na escuridão.

O sacerdote pisa em uma armadilha e seu grito de dor chama a atenção dos sentinelas, que atacam o guerreiro com flechas enquanto o clérigo está preso.

A distância, usando seu arco, o guerreiro consegue abater um dos atacantes, enquanto o outro é abatido pelas costas, com um tiro certeiro de Faendal.

Após subir as escadas o grupo se depara com uma grande porta metálica entreaberta. Uma luz fraca pode ser vista lá dentro, será que existem mais bandidos escondidos ali?

Categorias: Diário de Campanha

Tagged as:

1 comentário »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s