LotFP – Sessão 3

Publicado por

Eu fiz um post enorme onde narrava os acontecidos na sessão de hoje, daí me lembrei da sugestão do amigo Pedro Leone e resolvi fazer um resume e meter uns comentários.

Pois bem, alguns dos meus jogadores leram o Quero Divórcio, publicado no Paragons e acho que o recado surtiu efeito. Pois bem.

No começo da sessão fiz uma breve recapitulação dos eventos passados e que vocês podem conferir nas Sessões LotFP e em seguida introduzi os dois personagens “estreantes”, sendo que um deles era o personagem do Hemerson Bezerril, que interpretava o clérigo brutalmente assassinado pelo anão Whurgal – personagem de Álvaro – quando este ficou sob o efeito da criatura aranha.

Ao invés de correrem para a cidade, todos decidiram seguir a criatura pela floresta e a seguiram até a Torre do Observador das Estrelas, a torre que serve de cenário para o módulo Tower of the Stargazer e que foi o meu primeiro contato com o sistema do Lamentations of the Flame Princess.

A aventura é mortal e mostra isso logo de cara. Os dois novos personagens foram avisados que eles estavam indo em direção a uma torre abandonada, mas quando chegam lá vêem um local esquisito com raios caindo a todo o tempo. Após uma tentativa falha do especialista (ladino) do grupo em verificar armadilhas na maçaneta em formato de serpentes, o recém chegado guerreiro mete as mãos e falha em uma jogada de proteção contra veneno. Resultado? Morte!

Como era cedo e o personagem mal havia entrado, já estava morto, me apropriei de uma ficha que o mesmo jogador havia feito a um tempo atrás e introduzi um novo personagem na história – verossimilhança nessa hora era tudo com o que eu não queria me preocupar e funcionou bem, pois o jogador divertiu-se muito com o que veio pela frente.

O grupo explorou algumas salas, sempre com um nível de cautela crescente, o que me dá todas as dicas que a sessão está indo no caminho certo e após algumas descobertas eles chegam num determinado ponto onde combatem com uma aranha, que eu fiz questão de transformá-la na criatura que eles vinham perseguindo, embora sem os poderes de encantar e já bastante fraca devido os ferimentos sofridos em seu combate com o clérigo já falecido.

A criatura pegou todos de surpresa, mas não era a minha noite e não consegui acertar nenhum ataque NO MAGO do grupo. Enquanto isso, a criatura foi massacrada por um golpe de cajado do mago, a lâmina da montante do guerreiro e por uma seta de besta do especialista.

Fim de jogo, fim de noite e muitas risadas, muito jogo e a certeza, no feedback dos jogadores que a sessão foi muito boa.

Parei algumas vezes para explicar algumas coisas básicas sobre o sistema, como por exemplo, que criaturas dão menos XP que tesouros, que o foco dos personagens é sobreviver e não ser super heróis e por aí vai! Excelente sessão e esperando pela próxima sexta-feira para explorar um pouco mais da Torre do Observador das Estrelas.

Torre do Observador das Estrelas

2 comentários

  1. Muito bom!Eu pedi pra que o guerreiro batesse na porta antes de tentar entra na força!!!!Na altura que a torre era,quem estava por la,naturalmente ja teria nos percebido!!!Mas o guerreiro quis por terror

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s