Divisões dos Jogos

Publicado por

Hoje, sexta-feira, vamos encerrar a publicação do artigo escrito pelo Tendson Arthur para o II Encontro de História e História em Quadrinhos que aconteceu na UFRN entre os dias 09 e 13 de novembro de 2009.

Acessem a primeira e a segunda parte da palestra e comentem.

Há inúmeras formas de se classificar os jogos – por grau de complexidade, por estilo, por mecânica, por fator cronológico, por número de jogadores, por regiões, etc. Dentre esses vários gêneros, podemos distribuir os jogos de mesa da seguinte forma:

Jogos de Guerra

Nele temos a representação de conflitos históricos ou fictícios, através de um tabuleiro (na sua maioria das vezes hexagonal), miniaturas de exércitos ou então peças de papelão, e sistema de resolução de batalha por lançamento de dados. Inclui-se ou não fatores econômicos-sociais e um amplo manual de regras. É um exemplo clássico da escola Americana de jogos (bélica e competitiva). O fator estratégico é contrabalanceado com o fator sorte dos lançamentos dos dados.

Exemplos: War, Path of Glory, BattleLore, MX-1.

Jogos de Sociedade

Estes jogos focam no fator social e emocional. Neles se combinam a diversão e sociabilização com algum tipo de aprendizado específico. Dentre todos esses gêneros, este é o mais dinâmico e mais fácil de ser implementado em sala de aula. Estes jogos também são chamados de jogos de família.

Exemplos: Monopoly, Trivia Pursuit, Pictonary, Pictureca, Tabu, Ponto de Vista.

Eurogames

Os jogos da escola Alemã ou Europeia. Neles se misturam os jogos de sociedade com jogos educacionais. A diversidade de temas, o uso extenso de habilidades mentais, rapidez de raciocínio, como também o incentivo a interação entre os participantes sob um espírito construtivo. Enquanto os jogos de Guerra focam na história, o Eurogame é o gênero mais versátil para a educação. Abragem desde a Idade Antiga até a ficção científica, de Filosofia a Biologia, da Matemática a Geografia. Muitas vezes o tema esconde um jogo abstrato, mas com alto grau de raciocínio e lógica.

Exemplos: Puerto Rico, Caylus, Railroad Tycoon.

Jogos Temáticos

Este é o tipo genérico. Mistura os Jogos de Guerra com os Eurogames e foca num assunto mais importante, como por exemplo filme de terror, Império Bizantino, eleição alemã, o Japão do Shogunato, etc. É um gênero que se adequa muito bem para complementar o conteúdo das ciências sociais.

Exemplos: Shogun, Conquest of the Empire, Die Macher, Reef Encounter.

Jogos de Cartas

Nestes, ao invés de tabuleiro, há cartas com gravuras/letras ou não, que podem ser do tipo colecionáveis ou não. Os atuais foram evoluções dos jogos de cartas tradicionais, como o Poker, Bridge, Canastra, etc. Hoje temos jogos com temas e mecânicas variadas.

Exemplos: Magic: The Gatharing, Citadels, Bang, Cash & Guns, Era uma Vez.

Jogos Abstratos

Nestes o assunto nem aparece. O jogo é baseado em um conjunto de regras e uma meta para ser alcançada, sem qualquer acessório ou complemento. Talves seja o gênero mais árido de todos.

Exemplos: Xadrez, Ingenuos, Go, Hive, Blokus. Matemática e lógica são os campos mais explorados por esse gênero.

Jogos Cooperativos

Neste temos uma ênfase no trabalho em equipe, no desafio de vencer obstáculos impostos pelas regras. Há normalmente um forte tema, com mesclagem de vários gêneros.

Exemplos: Arkham Horror, Battlestar Galactica, Ghost Stories, Shadows Over Camelot, Last Night on Earth. Muito adequado nas disciplinas de estudos sociais, administração.

5 comentários

  1. Bom ver algo sobre jogos de tabuleiro e suas classificações mais comuns, mas seria bom dar uma editada para acertar uma coisa e acrescentar outra:- Há alguns erros de português bem feinhos no texto, como “talvês”. Um corretor ortográfico deve dar conta disso, mesmo em browsers (Firefox e Google Chrome têm extensões que verificam o texto enquanto se digita, mesmo em um formulário em página de internet).- Uma das características mais fortes dos eurogames – senão A mais forte – é a (quase) total ausência do fator sorte. Quando há sorte envolvida, no máximo ela está presente em compra de cartas de um monte. Dados, nem pensar; se tem dados, o jogo é no máximo um híbrido de outra coisa com eurogame (Vampire: Prince of the City é um bom exemplo). Acho importante ressaltar isso.De resto, um abraço!

    Curtir

  2. Sobre o fator sorte, nem sempre funciona assim. Settlers of Catan, o precursor dos Eurogames, tem um grande fator sorte através da rolagem de dados. Mas realmente, a maioria dos euros tem ausência quase total de sorte e conflito direto.Ah, aproveito pra dizer que as matérias estão muito boas, certamente estarão referenciadas na bibliografia do meu TCC de Design Gráfico, que é a produção de um jogo de tabuleiro. Fico no aguardo de mais material de qualidade!

    Curtir

  3. Obrigado Cássio pelo comentário e pelos elogios. Em nome do Trampolim da Aventura eu espero que possamos trazer mais matérias sobre jogos de tabuleiro pra cá e de qualidade, é claro, mas isso só vai depender do nosso colaborador Tendson Artur.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s