Campanha Vale Nentir – Sessão #01

Publicado por

No sábado comecei a narrar uma segunda campanha para aplacar a minha ânsia por D&D 4ª Edição e também para dividir o meu grupo que acabou grande demais para o pequeno espaço que disponho em minha humilde residência.

Reuni cinco jogadores e lhes apresentei o Vale Nentir e a cidade de Fallcrest, como apresentada no Dungeon Master Guide.

Os jogadores criaram personagens baseados nos quatro papéis: agressor, controlador, defensor e líder.

  • Vani – Ladina halfling;
  • Elkantar – Feiticeiro drow;
  • Mindartis – Mago eladrin;
  • Allex Sidrax – Clérigo humano;
  • Gauthak – Guerreiro goliath.

Utilizei a sessão desse dia para familiarizar os jogadores com as regras, algumas das quais eles ainda não tinham familiaridade, e apresentar-lhes o cenário que pretendo rolar a campanha, seguindo a seqüência de aventuras publicadas pela Wizards – e que espero sejam traduzidas o mais rápido possível pela Devir, que diga-se de passagem, fez um ótimo trabalho com a primeira aventura O Forte no Pendor das Sombras.

A sessão teve muita interpretação. Os personagens andaram bastante pela cidade para encontrar informações sobre o Salão dos Kobolds e conseguiram juntar todas as missões – algo bem simples até. Alguns deles chegaram e se hospedaram no Unicórnio Prateado e a presença de um goliath e de um elfo negro na cidade chamou muita atenção e logo eles estavam conversando e discutindo as informações que tinham e o que poderiam fazer.

Quando finalmente terminaram de discutir – eu não interferi e deixei a sessão rolar, partiram para o Salão, entraram e enfrentaram os inimigos da sala: três kobolds escaramuçadores e dois kobolds atiradores.

No começo do encontro eu imaginei que o encontro seria muito, muito fácil, mas não foi bem o que aconteceu.

Os kobolds atiradores atiraram suas balas com cola e deixaram o guerreiro preso. O guerreiro não tinha nenhuma arma à distância e não passou em nenhum dos testes de resistência para sair do estado de imobilização – ele simplesmente não participou do combate.

Os demais participantes correram para o ataque, o feiticeiro, o mago e o clérigo a distância e a ladina sozinha no combate corpo a corpo. Os kobolds atiradores conseguiram prender outros personagens, que tiveram mais sucesso em suas jogadas de proteção, mas não conseguiram impedir que a ladina caísse vítima de muitos ferimentos, mas por sorte, ela conseguiu um bom resultado na jogada de resistência contra morte e seu quadro não se alterou. O clérigo conseguiu utilizar uma Palavra de Cura que salvou a ladina que logo estava combatendo novamente.

Por fim, o combate terminou com o feiticeiro causando as maiores quantidades de dano e levando as cinco criaturas ao extermínio e então o meu tempo acabou e tivemos que encerrar a sessão ali.

O jogador que interpretou o mago não curtiu muito, embora o mago tenha sido uma das estrelas do grupo e vai entrar com um defensor na próxima sessão, fazendo o mago eladrin voltar para Fallcrest.

Na próxima sexta-feira teremos mais uma sessão, desta vez da campanha Forgotten Realms, mas que será reportada aqui.

6 comentários

  1. Bom eu sou narador D&D …..e digo que kobolds são pragas… sociedade kobolds , e o livro que vou lança …boa sorte pra naradores ! 😛

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s